Doenças dos Ossos

Doenças dos Ossos

Doenças dos Ossos

Nossos ossos são estruturas formadas por tecido ósseo, onde se encontram o cálcio, fibras de colágeno e proteoglicanas. Esses se unem a outros por articulações para formar o esqueleto do corpo.Esse sistema esquelético tem como função a sustentação dos tecidos moles, proteção de órgãos, mobilidade, produção de células do sangue e reserva de energia.

A estrutura óssea do corpo humano possui 206 ossos. A falta de cálcio, nutrientes, fibras e outros elementos, pode causar algumas doenças que afetem os ossos, causando problemas em articulações e na mobilidade. Veja abaixo algumas doenças mais comuns dos ossos e como se prevenir.

 

Osteoporose

A osteoporose é uma condição de enfraquecimento dos ossos causado por problemas na produção de hormônios, baixa exposição à luz solar, sedentarismo, tabagismo, alcoolismo, doenças reumatológicas e até histórico familiar. O enfraquecimento dá-se pela falta de complexos minerais nos ossos.

Como o esqueleto tem 90% da sua formação concluída até os 20 anos, o cuidado deve ser tomado ainda na infância, obtendo o maior consumo de cálcio, mineiras e vitaminas. O tratamento tem o objetivo de evitar a fratura dos ossos, diminuir as dores e manter a função do esqueleto.

 

Osteopenia

A diminuição da massa óssea pode causar a osteopenia e se não for tratada rapidamente, pode evoluir para a osteoporose. Essa condição não apresenta dor nem sintomas, por isso o perigo constante. Suas causa possuem o contrário da osteoporose como a alta exposição ao sol e a idade avançada.

O tabagismo, alcoolismo e desnutrição também pode causar a osteopenia. Para o tratamento é indicado a prática de exercício físico, fisioterapia e o consumo de cálcio.

 

Reumatismo

Caracteriza doenças das articulações, músculos, ligamentos e tendões. Geralmente aparece em pessoas mais velhas e provocam dor, deformações e limitações de movimentos. Há a possibilidade de que o reumatismo apareça em órgãos internos, como coração e rins.

O termo reumatismo pode caracterizar quase 300 doenças, incluindo a artrite reumatoide e artrite. Para cada doença há uma causa e um tipo de tratamento.

 

Tumor Ósseo

É um tipo de câncer que pode atingir qualquer osso do corpo. Geralmente afeta os ossos longos dos braços e coxas, coluna e bacia. Raramente esse câncer causa a morte, ainda assim podem ser perigosos e necessitam de um tratamento pesado.

A complicação pode aparecer se os tumores malignos, cancerígenos, se espalharem pelo corpo. A medicina ainda não provou qual a causa principal da doença, mas acredita-se que acontece com um erro no DNA das células.

 

Lordose

A lordose é o nome que se dá à curvatura excessiva na coluna espinhal, sendo a curva para dentro. Não são motivos de muita preocupação caso a curvatura seja flexível. Se for fixa é necessário o atendimento médico e tratamento especializado. Os médicos indicados para o tratamento são: clínico geral, reumatologista e ortopedista. O resultado para a confirmação da doença vem através de radiografias, porém, podem ser solicitados outros exames.

A recomendação para todas doenças dos ossos é o consumo de cálcio, vitaminas e minerais, a prática de exercícios físicos, banho de sol moderado e cuidado com sobrepeso. Procure manter sempre a postura corporal ideal para cada situação.

Caso haja suspeita de alguma dessas doenças, peça ao seu médico os exames necessários e nunca pratique a auto-medicação.

 

6 ameaças inusitadas aos ossos

Seu esqueleto pode sofrer um ataque sorrateiro de transtornos geralmente relacionados a outras partes do corpo. Fique de olho em condições que são capazes de enfraquecer a ossatura

 

1. Asma

O problema, famoso por ocasionar falta de ar, também abala a massa óssea, segundo pesquisa de várias instituições sul-coreanas. Ou melhor: especula-se que é o tratamento contra as crises, feito à base de corticoides, que traria essa consequência. “Eles aumentam a atividade dos osteoclastos, células que retiram cálcio dos ossos”, justifica o pneumologista Marcelo Alcantara Holanda, da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. E isso deixaria fêmur, tíbia e companhia mais porosos. Logo, para atenuar esse risco, vale adotar medidas que diminuam as crises respiratórias, como não frequentar ambientes com poeira. Assim, uma menor quantidade de corticoide será usada, e mais íntegra ficará a massa óssea.

 

2. Ácido úrico

Em níveis elevados, ele desencadeia gota, cálculo renal, infartos… e fraturas. De acordo com um estudo da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, homens com essa molécula nas alturas correm um risco 62% maior de lesionar o quadril. Isso porque o quadro aumenta a concentração de hormônio da paratireoide. E ele, por sua vez, remove cálcio dos ossos. E, em excesso, pode acarretar osteoporose. Para evitar a sobrecarga de ácido úrico circulante, comece maneirando nos frutos do mar.

 

3. Câncer

Alguns tipos de tumor – como os de próstata, mama, pulmão e rim –, se não tratados a tempo, tendem a se espalhar para os ossos e arruniná-los. Sem contar que, embora mais raros, há tumores que se originam no próprio tecido ósseo. No entanto, muitas vezes o que mais preocupa é o tratamento contra a doença.

“Os quimioterápicos reduzem o trabalho contra dos osteoblastos, células que depositam cálcio no esqueleto”, alerta o oncologista Oren Smaletz, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Para evitar que o arcabouço do corpo fique debilitado nessas situações, os experts costumam lançar mão de suplementos e remédios. A ordem é seguir essas recomendações à risca.

 

4. Doença renal

Quando os rins param de funcionar direito, a produção de vitamina D é prejudicada, o que dificulta o aproveitamento de cálcio pelo corpo inteiro, inclusive nos ossos. Para piorar, nesse cenário o esqueleto abre mão de um pouco do mineral que lhe confere a cor branca para que outras áreas do organismo o utilizem. “Quem for diagnosticado com insuficiência renal deve tratar o quadro e ajustar a dieta para escapar da osteoporose”, ensina Sebastião Radominski, reumatologista da Universidde Federal do Paraná.

Já a população em geral precisa fazer de tudo para não padecer de hipertensão e diabete, dupla que arrasa os rins. “Exercício e alimentação balanceada são boas táticas para prevenir esses problemas”, diz Radominski.

 

5. Doença celíaca

O glúten, proteína presente em trigo, centeio, malte e cevada, não é tolerado por pessoas com essa condição. Portanto, se ingerido por elas, ocasiona uma irritação no intestino que, em última instância, atrapalha a absorção de cálcio.

De modo a avaliar o impacto da ingestão de glúten na ossatura de celíacos, cientistas do Instituto Karolinska, na Suécia, avaliaram 7 mil voltuntários durante décadas. “Constatamos que os pacientes que davam uma escapada na dieta tinham maior risco de sofrer fraturas no quadril”, revela o médico Jonas Ludvigsson, que assina o estudo. Se não dá para prevenir a doença celíaca, ao menos é posssível amenizar seus estragos ficando longe de itens com glúten.

 

6. Doenças inflamatórias (DIIs)

Uma pesquisa da Universidde Federal do Rio de Janeiro com cerca de 130 portadores de doença de Crohn ou retocolite – duas das principais DIIs) – sugere que elas afetam a densidade óssea. Autora do artigo, a gastroenterologista e diretora científica do Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal do Brasil, Cyrla Zaltman, ressalta que participantes que usavam corticoides constantemente ou que não conseguiam controlar seu quadro apresentavam maiores danos no esqueleto.

“Tanto a droga quanto a inflamação das DIIs prejudicam a calcificação dos ossos”, esclarece Cyrla. Para preservá-los, nada melhor do que discutir seu cardápio com especialistas e se tratar.

 

 

Referências: Médicos, livros e site de saúde.
Leia mais sobre doenças dos ossos no site do Ministério da Saúde

 

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Coluna, Joelho, Notícias, Ortopedia e Traumatologia

Dr. Erick Murata
Ortopedia e Traumatologia atende em SP Dr. Erick Murata - CRM: 101.425 www.orthosport.com.br Consulta
Dr. Daniel Jorge
Ortopedia e Traumatologia atende em SP Dr. Daniel Jorge - CRM: 113.108 www.orthosport.com.br Consulta
Dr. André Jorge
Ortopedia e Traumatologia atende em SP Dr. André Jorge - CRM: 101.362 www.orthosport.com.br Consulta
  • Veja também


Hipertensão Arterial

Hipertensão: causas, sintomas, diagnóstico e como baixar a pressão   A hipertensão arterial é o aumento anormal – e por longo...

Trombose Venosa

Trombose: o que é, sintomas, cura e muito mais   O que é Trombose? A trombose, também conhecida como Trombose...

Descolamento de Retina

Descolamento de retina: sintomas, tratamentos e causas   O que é Descolamento de retina? A retina é uma fina...

Glaucoma

Glaucoma: o que é, sintomas, tratamentos e causas   O que é Glaucoma? O glaucoma é uma doença ocular caracterizada por...

Aterectomia rotacional

Aterectomia Rotacional   O que é Auriculeta? É uma técnica utilizada durante as angioplastias coronarianas, em lesões ateroscleróticas que...

O que é rinite?

Rinite: o que é, sintomas e tratamentos   O que é Rinite? Rinite é caracterizada por sintomas nasais como...

Diabetes

Diabetes: Sintomas, Tratamentos e Causas   O que é Diabetes? O diabetes é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da...

Angioplastia de Varizes

Angioplastia de Membros Inferiores   O que é? A angioplastia de membros inferiores é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo...

Remédios para Rinite Alérgica

Remédio para rinite alérgica: veja opções de tratamento Diversos medicamentos podem ser usados e escolha depende da avaliação do...

Marca-passo para o Coração

Marca-passo: tudo sobre a cirurgia e a vida com o aparelho A pessoa pode ter alta no mesmo dia...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad