Miomas – Qual a diferença entre histerectomia e miomectomia?

Portal de saúde sobre as principais especialidades da medicina.

Miomas – Qual a diferença entre histerectomia e miomectomia?

Antes de falar sobre histerectomia e miomectomia, devemos saber para que servem esses tipos de tratamento. Esses métodos são utilizados para retirar os miomas do útero, que são tumores benignos formados por tecido muscular. Eles se apresentam no útero em quatro tipos, dependendo da área que ocupa: subserosos, intramurais, submucosos e pendulados. O tamanho do mioma também pode variar e as mulheres negras são as que apresentam maior risco de desenvolvê-los.

A causa do mioma, normalmente, está ligada à produção de estrogênio, um hormônio feminino, mas alguns desses tumores também são sensíveis à ação de outro hormônio, a progesterona. A incidência dos miomas diminui depois da menopausa.

Alguns miomas podem ser assintomáticos, mas quando eles aparecem os mais comuns são o aumento do fluxo menstrual e do volume do abdômen, dores na região abdominal, anemia, infertilidade, abortos e compressão da bexiga, podendo levar à incontinência urinária.

 

Os tratamentos podem variar entre intervenções cirúrgicas e uso de medicamentos. As intervenções podem ser de dois tipos:

HISTERECTOMIA (Retirada do útero)

A histerectomia é a cirurgia realizada para retirar o útero onde está alojado o mioma. Ela pode ser feita por meio de vídeo laparoscopia, por via vaginal ou pelo método convencional, com um corte parecido com de uma cesariana. A decisão pela histerectomia está diretamente ligado ao desejo de engravidar da paciente, já que a retirada do útero causa infertilidade, mas é o tratamento mais indicado para quem não deseja mais ter filhos e uma solução definitiva para o problema.

 MIOMECTOMIA (Retirada do mioma)

 O outro caminho pode ser pela miomectomia, que é a retirada do mioma que está alojado no útero, preservando o órgão da paciente. Este tipo de cirurgia pode ser feita por meio vídeo laparoscopia, laparotomia, histeroscopia cirúrgica ou por via vaginal. O método não causa infertilidade, mas não apresenta uma solução definitiva, ou seja, após a operação os miomas podem voltar a aparecer.

Para tratar o mioma uterino, consulte:

Clínica de Mioma | Dr. Henrique Elkis
Rua Joaquim Floriano, 466 – SL. 1904
Itaim – SP / SP – Telefone: 11. 2165-2480
www.henriqueElkis.com.br

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia e Obstetrícia atende em SP Dra. Renata Zito - CRM: 78.391 Consulta
Ginecologia e Obstetrícia atende em SP Dr. Paulo Noronha - CRM: 105.530 www.paulonoronha.com.br Consulta
  • Veja também


Angioplastia, quando fazer?

O QUE É ANGIOPLASTIA E COLOCAÇÃO DE STENT? As artérias que fornecem sangue para sua cabeça, coração, rins e...

Marca-passo para o Coração

Marca-passo: tudo sobre a cirurgia e a vida com o aparelho A pessoa pode ter alta no mesmo dia...

Angioplastia de Varizes

Angioplastia de Membros Inferiores   O que é? A angioplastia de membros inferiores é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo...

Remédios para Rinite Alérgica

Remédio para rinite alérgica: veja opções de tratamento Diversos medicamentos podem ser usados e escolha depende da avaliação do...

Artrose

Artrose: sintomas, tratamentos e causas   O que é Artrose? A artrose, também chamada de osteoartrite, é uma doença que...

Laringite

Laringite: o que é, remédios, tratamento, sintomas e causas   O que é laringite? A laringite é uma inflamação...

Sinusite X Rinite

Reconheça as diferenças entre os sintomas da rinite e da sinusite   Muitas vezes confundidas, essas doenças precisam de...

Insuficiência Cardíaca

Insuficiência cardíaca: sintomas, tratamentos e causas   O que é Insuficiência cardíaca? A insuficiência cardíaca, também chamada de insuficiência cardíaca...

Insuficiência Renal

Insuficiência renal aguda: sintomas, tratamentos e causas   O que é Insuficiência renal aguda? Insuficiência renal aguda é a...

Hipertensão Arterial

Hipertensão: causas, sintomas, diagnóstico e como baixar a pressão   A hipertensão arterial é o aumento anormal – e por longo...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *