Hepatite Delta

Portal de saúde sobre as principais especialidades da medicina.

Hepatite Delta

O que é hepatite delta?

Doença infecciosa viral, contagiosa, causada pelo vírus da hepatite delta ou HDV (é um vírus RNA, que precisa do vírus B para que ocorra a infecção), podendo apresentar-se como uma infecção assintomática ou sintomática e, nesses casos, até mesmo com formas graves de hepatite.

hepatiteD-2

Qual o período de incubação?

O período de incubação, intervalo entre a exposição efetiva do hospedeiro suscetível a um agente biológico e o início dos sinais e sintomas clínicos da doença nesse hospedeiro, varia de 30 a 50 dias (média de 35 dias).

O que é uma hepatite D aguda?

Da mesma forma que as outras hepatites, a hepatite D pode cursar de maneira assintomática, oligossintomática e sintomática, dependendo em parte do momento de aquisição do vírus delta, se conjuntamente (co-infecção) com o HBV ou em já portadores crônicos deste vírus (superinfecção).

• Co-infecção do vírus D com o vírus B em indivíduos normais: ocorre quando o indivíduo adquire simultaneamente os vírus B e D. Na maioria dos casos se manifesta como uma forma de hepatite aguda benigna, com as mesmas características de uma hepatite aguda B clássica. O prognóstico, geralmente, é benigno, ocorrendo completa recuperação e clarificação do HBV e HDV. A evolução para a cronicidade é rara.

• Superinfecção pelo vírus D em portadores (sintomáticos ou assintomáticos) do vírus B: ocorre quando o indivíduo previamente infectado pelo vírus B, que evoluiu para a cronicidade, é contaminado pelo vírus D. O prognóstico é mais grave, podendo haver dano hepático severo, ocasionando formas fulminantes de hepatite ou evolução rápida e progressiva para a cirrose.

O que é uma hepatite D crônica?

A infecção crônica delta é semelhante às de outras hepatites crô- nicas. A cirrose é mais freqüente neste tipo de hepatite do que nos portadores de hepatite B isolada.

Como a hepatite D é transmitida?

Os modos de transmissão são os mesmos do HBV.

Como prevenir a hepatite D?

A melhor maneira de se prevenir a hepatite D é realizar a prevenção contra a hepatite B, pois o vírus D necessita da presença do vírus B para contaminar uma pessoa.

• Não compartilhar alicates de unha, lâminas de barbear, escovas de dente, equipamento para uso de drogas.

• Usar preservativo, controle de bancos de sangue, vacinação contra hepatite B indicada para os seguintes grupos populacionais:  menores de um ano de idade, a partir do nascimento;  filhos de mães portadoras do HBsAg devem ser vacinados nas primeiras 12 horas de vida, preferencialmente;  na faixa de 1 a 19 anos de idade;  em todas as faixas etárias em pessoas doadoras regulares de sangue, portadores de hepatite C, pacientes em hemodiálise, politransfundidos, hemofílicos, talassêmicos, profissionais de saúde, populações indígenas, comunicantes domiciliares de portadores do vírus da hepatite B, pessoas portadoras do HIV (sintomáticas e assintomáticas), portadores de neoplasias, pessoas reclusas (presídios, hospitais psiquiátricos, instituições para crianças e adolescentes, Forças Armadas, etc.), população de assentamentos e acampamentos, homens que fazem sexo com homens, profissionais do sexo, vítimas de violência sexual.

• Imunoglobulina humana anti-vírus da hepatite B: é indicada para recém-nascidos de mães portadoras do HBsAg, contatos sexuais com portadores ou com infecção aguda (o mais cedo possível e até 14 dias após a relação sexual) e vítimas de violência sexual (o mais cedo possível e até 14 dias após o estupro).

• Uso de equipamentos de proteção individual pelos profissionais da área da Saúde.

Como é feito o diagnóstico da hepatite D?

A suspeita diagnóstica pode ser guiada por dados clínicos e epidemiológicos. A confirmação diagnóstica é laboratorial e realiza-se por meio dos marcadores sorológicos do HDV, posterior à realiza- ção dos exames para o HBV.

Como é feito o tratamento?

Hepatite aguda: não existe tratamento e a conduta é expectante, com acompanhamento médico. As medidas sintomáticas são semelhantes àquelas para o vírus B. Hepatite crônica: este tratamento deverá ser realizado em ambulatório especializado.

Leia o artigo completo sobre os tipos de Hepatite ABCDE em PDF

A, B, C, D, E de Hepatites.pdf

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Doenças de A - Z, Hepatite

  • Veja também


Quais são os sintomas do HIV?

Os sintomas do contágio do HIV são complicados de serem conhecidos, por serem bastante comuns de outras doenças, a...

HIV e DST’s crescem no Brasil

O Ministério da Saúde mostra em recente levantamento o crescimento das DST’s e do HIV, os jovens são os...

A Tuberculose coloca toda América do Sul em alerta

Em busca de sanar com a tuberculose, doença que mata inúmeras pessoas por toda a América do Sul está...

Obesidade cresce junto da população brasileira

A obesidade já é uma realidade para 18,9% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge mais da metade da população...

Hepatite C cresce dentro do Brasil

A hepatite é uma doença que não apresenta sintoma algum e quando alguma coisa aparece é porque tal problema...

Doença de Wilson

O que é Doença de Wilson? A doença de Wilson é um distúrbio geneticamente determinado do metabolismo do mineral...

Hemocromatose

O que é Hemocromatose? A Hemocromatose caracteriza-se pelo acúmulo de ferro nos tecidos. Esse aumento ocorre quando o suprimento...

Nota sobre medida do perímetro cefálico para diagnóstico de microcefalia

O Ministério da Saúde, em consonância com as secretarias estaduais e municipais de Saúde, passa a adotar, a partir...

Uso de repelentes de insetos durante a Gravidez

Sobre o uso de repelentes de inseto durante a gravidez Produtos repelentes de uso tópico podem ser utilizados por...

Programa Nacional de Prevenção de Hepatites Virais

O Programa Nacional de Hepatites Virais, criado em fevereiro de 2002, visa a estabelecer diretrizes e estratégias junto às...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad