Os Tratamentos para a Enxaqueca

Portal de saúde sobre as principais especialidades da medicina.

Os Tratamentos para a Enxaqueca

O tratamento das enxaquecas é feito evitando-se os fatores desencadeante, como determinados alimentos (queijo, vinho, chocolate, comida oriental – temperada com glutamato – Ajinomoto). Na alimentação ainda é possível salientar o consumo de alguns ingredientes que possam ajudar a superar as crises.

 

Camomila: Coloque um pouco de camomila em meio litro de água quente, após 10 minutos é só coar e adicionar algumas gotas de limão para então beber.

 

Chá de erva de limão: Faça um chá da erva de limão em infusão, ele ajuda a aliviar as dores de cabeça.

 

Hortelã: Misture duas gotas de chá de hortelã e outras sete de óleo de lavanda em um recipiente com água quente e inale por alguns minutos. Além disso pode-se fazer compressas de chá de hortelã sobre as pálpebras por cerca de cinco minutos.

 

Gengibre: Esse ingrediente é recomendado para ser usada quando iniciam os sintomas da enxaqueca com aura. Beba um copo de água natural com um terço de uma colher de chá com o pó de gengibre.

 

Vinagre de maçã: Bote duas colheres de sopa dissolvidas em água e beba, isso ajuda a aliviar os sintomas da enxaqueca.

 

Casca de melancia: Faça o uso das cascas de melancia sobre as têmporas para aliviar a enxaqueca.

O jejum prolongado, a falta de sono e, principalmente, a tensão emocional (estresse) que muitas vezes constitui- se no principal agente desencadeante.
O uso de hormônios (pílulas anticoncepcionais, por exemplo) podem desencadear crises de enxaqueca, associando-se, raramente, a fenômenos trombóticos cerebrais (derrames).

 

O tratamento medicamentoso é feito por ocasião das crises com analgésicos comuns, no início, ou medicamentos específicos, quando necessário. Se a frequência das crises for muito grande utiliza-se medicação preventiva, de uso contínuo, ansiolíticos, antidepressivos e, mais recentemente, drogas antiepilépticas. Dentre os medicamentos que são usados podem ser apontados:

 

Corticoide – O uso se dá para modificar ou simular os efeitos hormonais, na busca da redução da inflamação ou para aumentar o crescimento e a reparação de tecidos.

 

Antipsicótico – Para melhorar diversos sintomas de transtornos mentais e psicológicos.

 

Anticonvulsivo – Previne ou controla possíveis convulsões, alivia a dor dos que sentem e colabora no tratamento dos sintomas de alguns transtornos mentais.

 

Betabloqueador – Melhora a frequência cardíaca e pressão arterial. Quando usado como colírio, reduz qualquer pressão ocular.

 

Bloqueador de canal de cálcio – Faz com que os vasos sanguíneos se equilibrem e aumentem a circulação.

 

Anti-histamínico – Acaba com reações alérgicas.

 

Analgésico –  Acaba com a dor e tranquiliza o paciente.

 

Anti-inflamatórios não esteroides – Alivia as dores, acaba com inflamações e termina com a febre.

 

Estimulante – Aumenta os níveis de neurotransmissores, além da frequência cardíaca e a pressão arterial. Diminui o apetite e também o sono.

 

Tratamento para dor neuropática –  Bloqueia os tipos de dores que tem nervos danificados como causa.

 

Triptano – Alivia a dor e os sintomas da enxaqueca e cefaleia

.

Outros tratamentos, mas que não usam medicamentos:

 

Relaxamento –   Músculos da cabeça aos pés passam por sessões na busca de relaxarem e assim afastar qualquer crise de enxaqueca.

 

Correndo do estresse – Encontrar uma atividade agradável a pessoa para que ela se “desligue” da rotina e assim melhorar a saúde mental.

 

Bolsa com gelo –  Use uma bolsa com cubos de gelo sobre a cabeça, enquanto a pessoa relaxa o máximo de tempo possível. Esse simples procedimento auxilia na eliminação das dores de cabeça.

 

Hidroterapia: Método simples na qual se molha um pano com água morna e aplica na região do pescoço por cerca de dois minutos. Na sequência se mergulha uma toalha em água fria e a coloque no mesmo lugar. Ir repetindo isso por cerca de 15 minutos.

 

Óleo essencial de lavanda: faça uma massagem com duas gotinhas do óleo na região da base do crânio, próximo às têmporas e também atrás das orelhas.

 

Terapia cognitivo-comportamental ou TC – Forma de tratamento que trabalha mudar a maneira como as pessoas se sentem e vivem as situações difíceis e, portanto, mudar a maneira encaram a vida. A TC trabalha na eliminação de pensamentos negativos e vai em busca de transformá-los em algo produtivo, o que diminui a ansiedade, depressão e outros fatores que podem exacerbar a dor na cabeça. Métodos parecidos a esses são o treinamento de relaxamento e o treinamento de biofeedback.

Radio Electric Asymmetric Conveyer – Tratamento que usa da tecnologia REAC para otimizar as funções biológicas, neurológicas e psicomotoras. Dessa maneira dando ao organismo suporte para administrar os efeitos negativos biológicos. Além de buscar a cura da causa primária de doenças. A aplicação é rápida, pois dura alguns milésimos de segundos em áreas específicas do pavilhão auricular para promover neuromodulação.

DIVA – Dispositivo Interoclusal de Vigília – Na busca por resultados clínicos encorajadores é que foi desenvolvido o DIVA, um tratamento que controla as dores do paciente e que não é invasivo e sua funcionalidade não contém o uso de substância química. Além de ser sem contra indicação e contém o biofeedback para que sirva de ajuda ao paciente a monitorar, em tempo real, a sua condição muscular e articular.

Botox – Para pacientes com enxaqueca crônica, o botox também é uma forma de tratamento. Sua aplicação deve ser em vários pontos da cabeça como: na temporal, occipital e nuca, e não apenas na testa. Entretanto para cada pessoa a aplicação é diferente.

Para iniciar qualquer um desses listados aqui, consulte primeiramente um profissional da saúde.

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Destaques, Dicas, Neurologia, saude, Tratamentos

Dra. Marcela Cypel
Oftalmologia atende em SP Dra. Marcela Cypel - CRM: 95.892 www.clinicacypel.com.br Consulta
Dr. Saul Cypel
Neurologia atende em SP Dr. Saul Cypel - CRM: 14.360 www.clinicacypel.com.br Consulta
  • Veja também


Angioplastia, quando fazer?

O QUE É ANGIOPLASTIA E COLOCAÇÃO DE STENT? As artérias que fornecem sangue para sua cabeça, coração, rins e...

Marca-passo para o Coração

Marca-passo: tudo sobre a cirurgia e a vida com o aparelho A pessoa pode ter alta no mesmo dia...

Angioplastia de Varizes

Angioplastia de Membros Inferiores   O que é? A angioplastia de membros inferiores é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo...

Remédios para Rinite Alérgica

Remédio para rinite alérgica: veja opções de tratamento Diversos medicamentos podem ser usados e escolha depende da avaliação do...

Artrose

Artrose: sintomas, tratamentos e causas   O que é Artrose? A artrose, também chamada de osteoartrite, é uma doença que...

Laringite

Laringite: o que é, remédios, tratamento, sintomas e causas   O que é laringite? A laringite é uma inflamação...

Sinusite X Rinite

Reconheça as diferenças entre os sintomas da rinite e da sinusite   Muitas vezes confundidas, essas doenças precisam de...

Insuficiência Cardíaca

Insuficiência cardíaca: sintomas, tratamentos e causas   O que é Insuficiência cardíaca? A insuficiência cardíaca, também chamada de insuficiência cardíaca...

Insuficiência Renal

Insuficiência renal aguda: sintomas, tratamentos e causas   O que é Insuficiência renal aguda? Insuficiência renal aguda é a...

Hipertensão Arterial

Hipertensão: causas, sintomas, diagnóstico e como baixar a pressão   A hipertensão arterial é o aumento anormal – e por longo...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad