“Isso aqui me fez sair da depressão”, conta expositora no Anime Friends

“Isso aqui me fez sair da depressão”, conta expositora no Anime Friends

Carlos do Amaral

Quatro dias foi o período em que o Anime Friends agitou toda a capital paulista. Muitas pessoas foram ao evento, assim como tantos outros expositores levaram seus produtos aos fãs. Os mesmos passavam de camisetas, mochilas, canecas, travesseiros, agasalhos e inúmeros mais.

Um setor foi dedicado para produtores que tinham peças menores e dentre eles uma placa chamava a atenção: “Peças exclusivas feitas à mão”, a vendedora de óculos escuros, traços pintados no rosto e cabelos curtos roxos se destacava em meio aos outros.

Cheguei ao seu estande e conversamos um pouco e ela topou a entrevista. “Desde pequena gostei de modelar e uma vez vi algumas pessoas fazerem biscuit e me deu vontade de fazer de novo. Comecei a fazer as minhas peças e hoje posso as comercializar”, contou Gabriele Maia.

As peças possuíam um grande cuidado e carinho aos detalhes e nas mãos habilidosas de Gabriele, o biscuit tomava forma. “Fazer essas peças é um trabalho e também terapia, estar empenhada nisso me faz relaxar. A aceitação do público é muito legal, pois todos eles são fofinhos e meigos, assim chamam a atenção deles”, conta a artista com um alegre sorriso.

Gabriele Maia trabalha com esse produto a seis meses, sua dedicação como artista, a dá oportunidades de receber encomendas de seus próprios produtos e agora também expositora no Anime Friends. “Faço peças de todos os tamanhos, em dias de muita inspiração, o número total passa de 20. Logico que conta também a forma dos pedidos dos clientes e o que idealizo na hora”, explica.

Assim como para todos, os momentos tristes fizeram parte da vida de Gabriele, e foi esse dom com as mãos que a reergueu. “A cada peça que faço, eu me sinto bem, pois vejo meu trabalho frente a um bom resultado final. Cada um deles é uma satisfação, os elogios dos outros também ajudam muito e me deixa feliz e grata”, diz a artesã.

Vencer a depressão é algo diário, apenas assim a pessoa conseguirá ver sua utilidade frente a sociedade. Trabalhos como esse motivam a pessoa a lutar e sem dúvida é melhor do que qualquer medicamento. A luta já é um analgésico nessa doença. “Isso aqui me fez sair da depressão, eu estava em um momento muito triste da minha vida e fazer isso me fez esquecer os problemas. Hoje me sinto muito melhor e pretendo fazer peças ainda maiores e melhores”, finaliza.

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Depressão, Destaques, Dicas, Notícias, NOTÍCIAS, saude

  • Veja também


Disforia pós-sexo: Problema causa tristeza após o orgasmo

O que deveria ser apenas o puro prazer acabou se tornando em tristeza. A disforia pó-sexo faz com que...

Bactérias se desenvolvem em próteses de crânio

As próteses de crânio são usadas para substituir partes do mesmo que precisaram ser retiradas. As bactérias encontradas foram...

Esporão, o que é e como surge?

A fasceite plantar ou fascite plantar é uma doença que atinge tecidos que fazem parte da sola do pé...

Dores nos Pés: Um sintoma preocupante

As dores nos pés atingem muitas pessoas no cotidiano. Os graus de dor são diferentes de indivíduo para indivíduo,...

Febre Maculosa: Doença transmitida por carrapatos matou 17 pessoas nesse ano

Ministério da Saúde mostra que no passado as mortes chegaram a 58. Dessa forma em estimativa não aconteceu aumento,...

A Tuberculose coloca toda América do Sul em alerta

Em busca de sanar com a tuberculose, doença que mata inúmeras pessoas por toda a América do Sul está...

Estudos apontam Jogos Lúdicos como peças primordiais as crianças

Os Jogos Lúdicos são atividades desenvolvidas que contribuem para o aprendizado das crianças, principalmente as que estão nos primeiros...

Estudos de terapia experimental curou paciente do Câncer de Mama

Hoje você vai conhecer a história de uma americana que passou por um autotransplante de linfócitos e que seu...

Descoberta possibilidade para tratamento do Câncer de Pâncreas

Pesquisadores espanhóis provam com sucesso em cobaias (ratos) que existe é possível inibir umas das proteínas que mais alimenta...

Miopia cresce entre os jovens

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a chamada “alta miopia” disparou nos últimos anos.   Há 20...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad