Suadeira nas mãos - Quais os tratamentos de hiperidrose primária (hiperidrose focal) e hiperidrose secundária (hiperidrose generalizada)?

Hiperidrose – Tratamento

A hiperidrose é o excesso de suor. Serio?

Eu tenho suadeira nas mãos, suadeira nos pés, suadeira no pescoço, suadeira nos pés na cabeça, suadeira dormindo… Que loucura, eu não paro de suar… O que esta acontecendo, por que eu transpiro o tempo todo?

Por que tenho essa suadeira excessiva de dia e a noite?

Calma. O suor é um fator natural que controla a temperatura do corpo em diversas situações, principalmente na prática de exercícios físicos ou quando estamos em algum ambiente com forte calor. Porém as pessoas que tem esse problema sofrem com uma transpiração violenta, não apenas nas situações citadas acima, mas diariamente em sua rotina normal, no trabalho, em casa, e também quando há descontrole de fatores emocionais.

O resultado desse suor em grande quantidade gera desconforto social, visto que as pessoas normalmente ficam com a camiseta manchada, os cabelos molhados e até mãos escorregadias.

A hiperidrose  é uma doença grave?

Não, a hiperidrose pode ser classificada em 02 tipos:

  • hiperidrose primária (hiperidrose focal)
  • hiperidrose secundária (hiperidrose generalizada)

Em resumo a hiperidrose do tipo primária ocorre quando há uma disfunção do sistema nervoso e não tem uma causa definida.

A hiperidrose primária também é definida pelos dermatologistas como hiperidrose focal aparece na infância ou adolescência, geralmente, nas mãos, pés, axilas, cabeça, ou rosto. As pessoas não suam quando dormem, ou em repouso. Normalmente há mais pessoas na mesma família com o mesmo problema. A hiperidrose primária focal afeta de 2 a 3% da população, no entanto, menos de 40% dos pacientes com essa condição consultam um médico.

Em resumo a hiperidrose secundária ocorre quando há excesso da produção do hormônio tireoidiano ou quando há ondas muito fortes de calor.

hiperidrose secundária também é definida pelos dermatologista como hiperidrose generalizada. Este tipo de transpiração excessiva é causado por uma condição médica, ou é efeito colateral de uma medicação. Ao contrário da hiperidrose focal primária, as pessoas com hiperidrose secundária suam em todas as áreas do corpo ou em áreas incomuns.

Qual a principal diferença entre hiperidrose focal e hiperidrose generalizada?

Uma das diferenças fundamentais entre os dois tipos de hiperidrose é que pessoas com hiperidrose generalizada secundária podem transpirar excessivamente durante o sono.

A hiperidrose secundária começa na fase adulta. O tratamento deste tipo de sudorese envolve primeiro determinar a causa da condição, seja outra doença ou uma medicação.


Por que eu tenho Hiperidrose?

Primeiro vamos entender o que acontece com o seu corpo. Você possui as glândulas sudoríparas que são responsáveis por regular a temperatura do corpo e eliminar substâncias tóxicas. Sendo assim a hiperidrose é uma alteração nesse processo natural do corpo e ocorre com mais freqüência em regiões onde possuem essas glândulas, como axilas, mãos, pés, a parte frontal do rosto e nuca.

A pele é uma camada importante no nosso corpo e quando surgir qualquer alteração, deve ser tratado o quanto antes, para ficar livre do desconforto e ter uma vida mais saudável e mais feliz.


Como é feito o tratamento de Hiperidrose?

Há vários tipos de tratamentos para eliminar a hiperidrose.
A primeira tentativa para eliminar a produção em excesso de suor é o tratamento clínico feito a base de desodorantes mais potentes e adstringentes. Em um segundo estágio os cuidados podem ser tomados a partir da aplicação de toxina botulínica, que é a mesma aplicação feita em rugas. A diminuição de suor é considerável e trás resultados satisfatórios depois de aproximadamente cinco meses de tratamento.

Se as opções não surtirem o efeito desejado, o paciente é encaminhado para a cirurgia. O processo é mais delicado e tem todas as fases de recuperação que uma cirurgia normal promete. A simpatectomia é feita na região da coluna com pequenas incisões de cada lado do tórax. Os médicos que fazem esse tipo de tratamento são cirurgiões torácicos ou cirurgiões vasculares.

Também existem outros tratamentos hiperidrose disponíveis:

Antitranspirantes: sudorese excessiva pode ser controlada com fortes antitranspirantes.

Medicamentos: drogas anticolinérgicas ajudam a impedir a estimulação das glândulas sudoríparas, mas, embora eficazes para alguns pacientes, é pouco receitado. Os efeitos colaterais incluem boca seca, tonturas e problemas com a micção. Os beta-bloqueadores ou benzodiazepínicos pode ajudar a reduzir a transpiração relacionada ao estresse.

Iontoforese: Este procedimento usa eletricidade para “desligar” temporariamente a glândula do suor e é mais eficaz para a transpiração das mãos e dos pés. As mãos e os pés são colocados em água e, em seguida, liga-se uma leve corrente elétrica. Esta é gradualmente aumentada até que o paciente sente uma sensação de formigamento. A terapia dura entre 10 e 20 minutos, e requer várias sessões. Os efeitos colaterais, embora raro, incluem bolhas e rachaduras da pele.

Toxina botulínica tipo A: A toxina botulínica purificada pode ser injetada na axila, nas mãos ou nos pés para bloquear temporariamente os nervos que estimulam a sudorese.

Simpatectomia torácica endoscópica (STE): em casos graves, pode-se recomendar um procedimento cirúrgico, que é minimamente invasivo. Isso ocorre quando outros tratamentos falharam. Este procedimento desliga o sinal que diz ao corpo para suar excessivamente, normalmente realizado em pacientes cujas palmas das mãos suam excessivamente. Também pode ser usado para tratar a extrema transpiração do rosto.

STE não funciona igualmente bem para quem tem sudorese excessiva nas axilas. A principal complicação é começar a suar em outras áreas do corpo, onde isso não ocorria anteriormente.


Qual a diferença de hiperidrose e bromidrose?

Muitas pessoas pensam que se trata do mesmo problema, mas a bromidrose trás forte odor causado pela decomposição de suor. Não está relacionada à “falta de banho”, pois não depende da higiene pessoal, mas sim da produção bacteriana no organismo.

Estes outros artigos sobre Dermatologia podem ser de seu interesse:

 

Quais os sintomas da hiperidrose?

O principal sintoma da hiperidrose é o suor excessivo. Seja em áreas especificas como: axilas, mãos, pés ou rosto ou em todo o corpo.

 

Como é feito o diagnóstico da hiperidrose?

Há dois testes para se descobrir o tamanho da hiperidrose. O teste de amido-iodo, que consiste em uma aplicação de uma solução de iodo para a área suada e, após secagem, o amido é aspergido sobre a zona. A combinação amido e iodo com o suor deixa a região cor azul escuro.

O outro método é o do papel de teste. Um papel especial é colocado sobre a área afetada para absorver o suor, e depois é pesado​​. Quanto mais peso tiver, mais suor se acumulou.

 

 

 

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Dermatologia Clínica

  • Veja também


As Doenças que a Acupuntura trata

A acupuntura é uma forma de tratamento terapêutica que tem a China como o seu berço. A técnica prevê...

Ulthera® – Ultrasom Microfocado

Ulthera® – Ultrasom Microfocado reduz a flacidez facial na papada e bochechas. O ultrassom microfocado foi uma novidade apresentada...

Fotobioestimulação

O que é? Trata-se de um equipamento que utiliza o princípio da fotobioestimulação que através da estimulação por fonte...

Olheiras

As olheiras são resultados de três  fatores que agem conjuntamente. A ação do depósito na pele de melanina (pigmento...

Lúpus Eritematoso Sistêmico

Quais são os primeiros sintomas de uma pessoa que tem Lúpus Eritematoso Sistêmico? Os sintomas são febre, fadiga, dor,...

Alterações do Cabelo

Como manter o cabelo bonito? Hoje em dia existe uma série de produtos disponíveis no mercado que foram desenvolvidos...

Alterações nas unhas

As unhas podem ajudar os médicos a diagnosticar doenças. As principais patologias que levam a alterações das unhas são:...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad