Sopro no coração serve como sinal de alerta

Sopro no coração serve como sinal de alerta

O problema não tem idade para aparecer e precisa ser investigado

Sopro no coração: o nome assusta, afinal, quando o assunto é a saúde do coração é preciso ficar atendo e tomar todas as providências cabíveis. Mas, antes de desesperar é preciso entender o que isso significa antes de começar a sentir palpitações.

O problema ainda é cercado de mistérios para a maioria das pessoas, que tardam a buscar orientação médica. Para te ajudar a descobrir o que esse sinal clínico representa para sua saúde, o MinhaVida, conversou com o cardiologista e coordenador do Serviço de Hemodinâmica do Hospital Bandeirantes, Hélio Castello.

1. O que é o sopro no coração?
O sopro é um ruído auscultado (feito pelo estetoscópio) no exame clínico do coração. Esse ruído corresponde à alteração do fluxo do sangue no interior das câmaras cardíacas ou no interior de algum vaso sanguíneo.

2. Como ele acontece?
São várias as causas, desde sopros inocentes na primeira infância até causados por patologias cardíacas como alterações na abertura e no fechamento de algumas válvulas. Pacientes com doenças sistêmicas, como anemias e problemas da tireóide, também podem ter sopro.

3. Qualquer pessoa pode apresentar o problema?
Sim. Qualquer pessoa está vulnerável ao problema. Desde crianças até pessoas na terceira idade. O importante é ficar atento a qualquer outro problema de saúde, que possa está ligado ao sopro no coração.

4. O sopro no coração apresenta algum sintoma?
O sopro, em si, é um sintoma que pode corresponder a algum problema de saúde que afete o coração ou o organismo todo. Por exemplo, determinadas alterações das válvulas podem produzir o sopro. Mas cansaço e falta de ar também produzem o mesmo efeito. Só vale ressaltar que uma doença séria não tem o sopro como único sintoma.

5. Por que existem pessoas que já nascem com o problema?
Existem crianças que nascem com sopro inocente, que é fisiológico, ou seja, é um ruído auscultado sem que haja alteração orgânica e patológica no coração. No entanto, existem sopros que correspondem a patologias congênitas, que precisam ser diagnosticadas no inicio da infância para serem tratadas da melhor forma e o mais breve possível.

6. Ele acaba durante a idade adulta?
Os casos de sopros inocentes podem ou não desaparecer na vida adulta, mas o importante é que não representem doenças.

7. Pessoas com sopro no coração podem passar por emoções fortes?
Fortes emoções levam a maior liberação de adrenalina e outras substâncias que caracterizam momentos de estresse, portanto, levam a aumento dos batimentos cardíacos, hiperventilação e elevação dos níveis de pressão arterial. Isso pode desencadear sintomas em pacientes portadores de cardiopatias diversas, não necessariamente em quem possui sopro no coração.

8. Quais são os principais problemas que o sopro no coração pode proporcionar?
O sopro, em si, não apresenta nenhum sério problema para saúde, mas pode servir de alerta para riscos do coração. Por isso ele não é considerado uma doença, mas sim, um sinal clínico.

9. Pessoas com sopro possuem mais chances de ter um infarto?
Não há, necessariamente, nenhuma ligação, entre o sopro no coração e o infarto.

10. Quais são os principais cuidados que pessoas com sopro no coração precisam tomar?
Pessoas que possuem sopro devem procurar auxílio médico para que a causa deste sopro seja identificada. Assim, elas recebem o tratamento correto, que pode ser clínico, intervenção com cateter ou cirurgia.

11. Como descobrir o problema?
Primeiramente uma consulta clínica com cardiologista. Posteriormente, dependendo da indicação médica, pode-se fazer um Ecodopplercardiograma ou até exames invasivos como cateterismo cardíaco. Isso depende do tipo de sopro e da indicação do médico.

 Fonte: Minha Vida

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Coração

  • Veja também


Gengibre pode ser prejudicial para pessoas doentes

O gengibre é de origem asiática, a mesma ajuda em muitos fatores para a saúde, mas também pode prejudicar...

Pesquisa aponta que o Frio aumenta em 30% problemas cardíacos como o Infarto e outros males

Baixas temperaturas tem grande impacto no corpo humano. Sendo assim, pessoas que não possuem hábitos saudáveis estão propícias a...

Curativo é criado para sequelas de corações infartados

O ataque cardíaco faz com que partes do coração morram. Assim esses setores são perdidos para sempre. Pois em...

Doenças Cardiovasculares que mais matam

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as doenças cardiovasculares são as principais causas mundiais de morte. No Brasil,...

Entenda o que é e como se manifestam os três tipos de angina

Dor forte no peito pode indicar que o coração não está recebendo sangue Um dos sinais mais claros de...

Veja como prevenir e tratar a Doença de Chagas

O Ministério da Saúde está realizando trabalhos de campo para combater o inseto transmissor. Até pouco tempo atrás o...

Saiba o que são arritmias cardíacas e aprenda como tratá-las

Palpitações são mais comuns em pessoas com problemas do coração O bombeamento do coração acontece por estímulos elétricos, através...

Infarto e AVC: os acidentes vasculares mais comuns da vida moderna

Eles são considerados as primeiras causas de morte em vários países Segundo o cardiologista do Instituto do Coração (Incor)...

Insuficiência cardíaca

Saiba o que é e conheça os riscos da insuficiência cardíaca Problema enfraquece o coração e o órgão deixa...

Infarto

Saiba como e por que o coração para de funcionar. Sedentarismo, maus hábitos alimentares e estresse contribuem para o...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad