Pesquisa aponta que hipertensão esteja ligada ao risco de demência

Pesquisa aponta que hipertensão esteja ligada ao risco de demência

A pressão alta após os 50 anos pode levar o paciente ao problema neurológico da demência. Sendo assim é importante manter as idas ao médico com frequência.

A pressão alta, por si só, merece atenção e cuidados redobrados no dia a dia. Além disso, agora, um estudo publicado no jornal oficial da Associação Europeia do Coração (European Heart Association) associou a hipertensão ao maior risco de surgimento de demência. A pesquisa foi elaborada pela Universidade College de Londres, na Inglaterra, e revelou que quadros de pressão ligeiramente elevada, a partir dos 50 anos, já são suficientes para aumentar o risco de demência em cerca de 45% até os 75 anos.

“Embora tenha sido feito na Europa, este estudo é bastante relevante para a nossa realidade. Afinal, a hipertensão já atinge 35% da população brasileira, além de ser responsável por desencadear até 80% dos casos de derrame cerebral e 60% dos casos de ataque cardíaco registrados no país”, comenta o cardiologista Abrão Cury, do Hospital do Coração de São Paulo (SP).

O estudo europeu analisou dados de 8.639 pessoas avaliadas pela pesquisa internacional Whitehall II – que, por sua vez, acompanhou 10 mil funcionários públicos britânicos desde 1985. “A investigação verificou que pessoas com 50 anos de idade com pressão arterial sistólica de 130 mmHg, entre a faixa de pressão arterial ideal [90/60mmHg e 120/80mmHg] e aquela considerada alta [140/90mmHg], ou acima, tiveram um risco 45% maior de desenvolver demência”, afirma o médico brasileiro.


Entre os participantes da pesquisa que, de fato, desenvolveram o problema, posteriormente, a idade média de registro dos primeiros sintomas de demência foi de 75 anos. Portanto, segundo o artigo científico, a ligação entre o problema neurológico e a hipertensão estaria no fato de que, com o aumento da pressão arterial, uma sucessão de “micro-derrames” poderia ocorrer, ao longo dos anos, de maneira silenciosa e imperceptível. “De acordo com estes pesquisadores, o acúmulo desses eventos é que talvez houvesse provocado a perda cognitiva registrada nos pacientes investigados, assim que chegaram à terceira idade”, afirma Abrão Cury.

Além de confirmar os efeitos prejudiciais da pressão alta na meia-idade, em relação ao risco de demência, como sugerem pesquisas anteriores, o estudo ainda indica que, aos 50 anos, o risco de se ter o problema neurológico pode ser observado de maneira significativa, inclusive, em pessoas que aumentaram os níveis de pressão arterial sistólica abaixo do limiar comumente utilizado para tratar a hipertensão. “Esta pesquisa é observacional e em nível populacional. Portanto, não pode ser traduzida em implicações para pacientes individuais diretamente. Contudo, vale lembrar que a correção de hábitos cotidianos pode combater a hipertensão e, consequentemente, prevenir as comorbidades que ela desencadeia”, orienta o cardiologista.

Fonte: Revista Encontro

 

 

Colaboração
KipCor – Cirurgiões Cardiovasculares

www.kipcor.com.br

Conheça alguns médicos especialistas da área:
Cardiologia, Gestação e Hipertensão, Medicina Intensiva, NOTÍCIAS, saude

  • Veja também


Angioplastia, quando fazer?

O QUE É ANGIOPLASTIA E COLOCAÇÃO DE STENT? As artérias que fornecem sangue para sua cabeça, coração, rins e...

Marca-passo para o Coração

Marca-passo: tudo sobre a cirurgia e a vida com o aparelho A pessoa pode ter alta no mesmo dia...

Insuficiência Cardíaca

Insuficiência cardíaca: sintomas, tratamentos e causas   O que é Insuficiência cardíaca? A insuficiência cardíaca, também chamada de insuficiência cardíaca...

Hipertensão Arterial

Hipertensão: causas, sintomas, diagnóstico e como baixar a pressão   A hipertensão arterial é o aumento anormal – e por longo...

Aterectomia rotacional

Aterectomia Rotacional   O que é Auriculeta? É uma técnica utilizada durante as angioplastias coronarianas, em lesões ateroscleróticas que...

Ponte de Safena, como é feita a cirurgia?

Ponte de safena: riscos da cirurgia envolvem infecções e AVC Chances de complicação variam conforme idade e presença de...

O que é arritmia cardíaca?

A arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo nos batimentos do coração. Ela pode ser sintoma...

Aterosclerose em crianças

A aterosclerose é o endurecimento de um vaso sanguíneo produzido por um acúmulo de placa. A placa é composta...

O que é aterosclerose?

Aterosclerose: sintomas, tratamentos e causas O que é Aterosclerose? Aterosclerose, é uma condição em que ocorre o acúmulo de...

Tudo sobre Colesterol

Colesterol: sintomas, tratamentos e causas   O que é Colesterol? O colesterol é um tipo de gordura encontrada em nosso organismo...

Author: Redação

Share This Post On
468 ad