Tipos de Obesidade
Logo Convert MKT

Tipos de Obesidade

A obesidade é uma doença crônica que se caracteriza pelo aumento da gordura corporal. Sendo uma doença crônica, é uma doença que não tem cura, mas é possível controlar. Ou seja, a pessoa com obesidade pode emagrecer, mas se não tiver mudança de comportamento e hábito alimentar, a doença obesidade pode voltar.
Existem dois tipos de obesidade; a visceral (maçã) que é o acúmulo de gordura abdominal, e a subcutânia (pêra) que acumula gordura nos quadris e coxa.

tipos-de-obesidade2

Obesidade

Ambos são perigosas, mas a que mais assusta é a gordura visceral. A obesidade subcutânia (pêra) tem o acúmulo de gordura entre a pele e o músculo, assim o risco cardíaco é baixo. Já na obesidade visceral (maçã), a gordura está aderida aos órgão. Para entender melhor é só imaginar o coração de galinha que vem com aquela gordura amarela aderida nele. A gordura visceral está aderida ao estômago, intestino, fígado, etc. O risco de ter problemas cardíacos é muito alto.

Para saber se você está com obesidade basta calcular o seu IMC (índice de massa corporal) através da nossa calculadora de IMC e conferir o resultado com os dados abaixo:
•18,5 até 24,9 = peso normal para altura
Parabéns!!!! Seu peso está normal para a sua altura.
•25 a 29,9 = sobrepeso
Você está em um quadro de sobrepeso. É o momento de analisar o que está errado no seu estilo de vida e corrigir. Você ainda não tem a doença obesidade, mas se não tomar cuidado e não corrigir a alimentação, praticar uma atividade física e cuidar do seu estresse a obesidade poderá chegar em um instante.
•30 a 39,9 = obesidade
Você está dentro de um quadro de obesidade. Lembre-se que o problema da obesidade não é apenas com a estética, mas também com a saúde. Com essa doença a probabilidade de desenvolver outras doenças crônicas como a diabetes e a hipertensão é muito grande. Por isso é bom estar com acompanhamento médico, nutricional e praticar uma atividade física.
•acima de 40 = obesidade mórbida
Você está dentro de um quadro de obesidade que possui um grau de preocupação maior. É necessário estar em acompanhamento muldisciplinar com equipe médica, nutricional, psicóloga e também praticar regularmente uma atividade física com liberação médica.

Conheça os tipos de obesidade

Quanto maior o IMC, maiores são os riscos de se desenvolver doenças relacionadas à obesidade.

Entretanto, mais importante do que a quantidade de gordura é a maneira como esta se distribui no corpo, pois é aí que está o risco das complicações.

Por esse motivo antes de mais nada, você precisa saber quais os tipos de obesidade que existem e qual o que você tem.

Conheça agora os tipos de obesidade:

1 – Obesidade Ginecóide (feminina) ou Periférica
A gordura se localiza principalmente na região inferior do corpo, que compreende os quadris, as nádegas e as coxas.

Este tipo de obesidade é mais comum nas mulheres e dá ao corpo o formato aproximado de uma pêra, por isso também é chamado deobesidade em pêra.

2 – Obesidade Andróide (masculina) ou Central
A gordura se deposita predominantemente na região da cintura (barriga).

Este tipo de obesidade é mais comum nos homens, e faz com que o corpo se assemelhe a uma maçã, por isto também é chamada de obesidade em maçã.

Algumas pessoas podem apresentar um tipo misto de obesidade, em que existe tanto um excesso de gordura na região periférica como central do corpo.

Como se avalia na prática estes diferentes tipos de obesidade e qual é o significado deles? É o que veremos a seguir.

A maneira mais fácil de determinarmos o tipo de obesidade é através da medida da cintura.

Para determinarmos essa medida, passamos uma fita métrica em torno do abdômen, na altura da cicatriz umbilical.

Nas pessoas nas quais a gordura é localizada um pouco mais abaixo devemos medir a cintura na região onde existe um acúmulo maior de tecido adiposo.

De acordo com o tamanho da sua cintura, poderemos saber qual é o grau de risco em que se encontra no sentido de desenvolver doenças relacionadas à obesidade.

 

HOMENS

Até 90 cm – Normal

90-94 cm – Risco Médio

90-102 – Risco Alto

Acima de 102 cm – Risco muito alto

 

MULHERES

Até 80 cm – Normal

80-84 cm – Risco Médio

84-88 cm – Risco Alto

Acima de 88 cm – Risco muito alto

 

Relação Cintura/Quadril (RCQ)
Uma outra maneira de avaliar a distribuição da gordura é através da Relação Cintura/Quadril (RCQ). Isto pode ser feito dividindo-se a medida da cintura pela medida do quadril.

O quadril deve ser medido passando-se a fita métrica em torno dos glúteos, no seu maior diâmetro , utilizando-se como referencia a altura onde a cabeça do fêmur se encaixa no osso da bacia.

Uma RCQ acima de 0,9 para homens e acima de 0,8 para mulheres é indicativo de excesso de gordura abdominal.

Ao longo das duas últimas décadas, foi observado que aqueles que apresentam uma deposição de gordura na região central do corpo, tem um risco extremamente maior de desenvolverem as clássicas complicações da obesidade – hipertensão arterial, diabetes mellitus tipo 2, alterações do colesterol e triglicerideos, e doença vascular, cardíaca ou cerebral.

É importante ressaltar que, muitas vezes, pequenos aumentos de peso em que a gordura se localiza no abdômen, trazem maior risco do que um aumento de peso maior no qual a gordura se localiza nas regiões mais periféricas.

Portanto, é mais importante muitas vezes a localização da gordura do que a quantidade dela existente no corpo.

Isto explica porque as doenças cardíacas e cerebrais como o infarto e os derrames são muito mais comuns nos homens, que tem predominantemente obesidade abdominal, do que nas mulheres, que geralmente são obesas periféricas.

Conheça alguns médicos especialista da área:
Obesidade

  • Veja também


Banda Gástrica

A banda gástrica ajustável é um tipo de cirurgia bariátrica onde é colocada uma cinta que aperta o estômago,...

Como calcular o IMC?

Como calcular o IMC? Descubra o seu grau de IMC. Para calcular o IMC você precisa saber seu peso atual e altura....

Obesidade na gravidez

A Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que, desde 1974, o...

Gastrectomia Vertical

A Gastrectomia Vertical é um dos 4 tipos de cirurgia para redução de estômago. Os outros 03 tipos de cirurgia são: Cirurgia Bariátrica...

Balão Intragástrico

Balão Intragástrico no tratamento da obesidade Dr. Geraldo Santana – Endocrinologista O que é o balão intragástrico? O balão...

Cirurgia Metabólica

Cirurgia Metabólica As cirurgias para o tratamento da obesidade são conhecidas e realizadas há muitos anos no Brasil e...

Cirurgia Bariátrica

Esclareça todas as suas dúvidas sobre as cirurgias bariátricas para redução de estômago. Existem diversos programas que visam a redução do...

Doenças da Obesidade. Conheça as principais doenças de pessoas acima do peso.

Dados do Ministério da Saúde revelam que cerca de 43% da população brasileira está acima do peso. O número...

Abdominoplastia, posso fazer? Quanto custa?

Escolher fazer uma abdominoplastia não pode estar ligada somente ao preço. Avalie bem a equipe que fará sua abdominoplastia....

Cirurgia Bypass gástrico para redução de estômago

Cirurgia Bypass A Cirurgia Bypass é um dos 4 tipos de cirurgia bariátrica para redução de estômago. Os outros 03 tipos...

Author: Redação

Share This Post On