Maestro Saúde http://www.maestrosaude.com.br Só mais um site WordPress Tue, 01 Aug 2017 16:24:10 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.8.1 Delboni lança serviço exclusivo para idosos http://www.maestrosaude.com.br/laboratorios/delboni-lanca-servico-exclusivo-para-idosos/ Tue, 01 Aug 2017 16:24:10 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3398 Foi pensando nessa realidade e tendência do perfil da população brasileira que o Delboni Medicina Diagnóstica criou o Club 60+ que, a partir de 26 de julho, estará disponível para pacientes acima dos 60 anos. “Estamos sempre com olhar atento às necessidades humanas e buscando melhorar a experiência dos nossos pacientes, por isso pensamos em um benefício que ofereça atendimento diferenciado e que se adapte às necessidades desse público”, comenta Eduardo Puccini, Diretor do Delboni.

Na abertura da ficha cadastral o paciente já conta com um atendimento especial, com opções de óculos de grau para auxiliar aqueles que têm dificuldade de leitura ou que esqueceram seus óculos. Nos exames para coleta de sangue serão usados equipamentos diferenciados para evitar desconforto e hematomas, já que a pele dos idosos é mais sensível e exige mais atenção.

O desjejum será diferenciado, com opções saudáveis e alimentos que sejam direcionados a esse público. Na sala de espera serão disponibilizadas revistas de entretenimento com informações e temas que os interessam.

Inicialmente o Programa estará disponível nas unidades Mooca e Itaim, com expansão prevista para as demais unidades em breve

]]>
Hospital Sírio-Libanês no Congresso da Sociedade de Cardiologia de SP (Socesp) 2017 http://www.maestrosaude.com.br/noticias/hospital-sirio-libanes-no-congresso-da-sociedade-de-cardiologia-de-sp-socesp-2017/ Wed, 28 Jun 2017 09:00:52 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3374 Hospital Sírio-Libanês participa de um dos maiores eventos de cardiologia

O Hospital Sírio-Libanês estará presente na 38.ª edição do Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), que acontece em São Paulo, de 15 a 17 de junho, no Transamérica Expo Center. A instituição participará do evento com um estande, onde oferecerá informações ao público presente sobre os programas do Centro de Cardiologia, e com a realização de um Simpósio Satélite, que neste ano terá como tema “Inovação em cardiologia: tratamento percutâneo das valvopatias”.

O Simpósio Satélite ocorre das 12h30 às 14 h, no primeiro dia do Congresso (15/6), com dois convidados internacionais, os cardiologias Alexander Ghanen, do Asklepios Klinik St. Georg, e Michel Valentine, do Virginia American College of Cardiology, um dos chairmen da mesa, ao lado do Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, diretor geral do Centro de Cardiologia do HSL, e do Prof. Dr. Fábio Jatene.

As discussões ainda contarão com a participação da gerente médica do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês, Dra. Roberta Saretta, e dos especialistas Dr. Marcos Perin, Dr. Alexandre Abizaid, Prof. Dra. Ludhimila Hajjar e Dr. Eugênio Gomes de Moraes.

No dia 16, às 12h30, será lançado o primeiro Manual de Cardio-Oncologia do Brasil. O trabalho reúne dados da experiência acumulada por duas das principais áreas do Hospital Sírio-Libanês – o Centro de Cardiologia, dirigido pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, e o Centro de Oncologia, liderado pelo Prof. Dr. Paulo Hoff – que apoiaram a Sociedade Brasileira de Cardiologia na elaboração da I Diretriz Brasileira de Cardio-Oncologia. O livro é editado pelos Professores Drs. Ludhmila Abrahão Hajjar, Paulo Hoff e Roberto Kalil Filho, com foco em estratégias diagnósticas e condutas terapêuticas.

Referência em Cardiologia

O Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês foi criado em 2008. Dele fazem parte alguns dos profissionais mais renomados da área no Brasil. Sua infraestrutura é capaz de prover aos pacientes desde os mais simples diagnósticos e tratamentos até o atendimento das situações de maior risco e complexidade cardiológica.

O Centro conta com um setor de internação com equipamentos de telemetria, que garantem a monitoração contínua do ritmo cardíaco, oferecendo aos pacientes maior segurança durante a internação. Também dispõe de uma Unidade Coronariana com acomodações diferenciadas, onde monitores multiparamétricos, enfermagem especializada e cardiologistas de plantão 24 horas oferecem assistência integral.

Outro destaque é a Unidade de Cuidados Intensivos, que atende pacientes cardiológicos graves ou em pós-operatório, com equipamentos de última geração e profissionais altamente especializados. Por sua vez, a Unidade Avançada de Insuficiência Cardíaca (UAIC) assegura aos pacientes que necessitam de suporte mecânico (coração artificial) e transplante cardíaco os melhores cuidados médicos nesta área, fazendo dela uma referência no Brasil.

O Centro de Cardiologia ainda possui áreas de diagnóstico e procedimentos intervencionistas, onde são realizados desde um simples eletrocardiograma até exames de imagem mais sofisticados, como ressonância magnética do coração, angiotomografia e cintilografia, além de procedimentos invasivos, como cinecoronariografia, com medida de fluxo coronariano e angioplastia com implante de stents.

Um dos poucos no Brasil equipado para realizar a troca valvar percutânea em pacientes não elegíveis para cirurgia cardíaca, o Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês também se preocupa com a prevenção e reabilitação para pacientes em tratamento de problemas cardiovasculares, atletas profissionais ou praticantes de esporte que desejam melhorar suas performances, por meio da Unidade de Cardiologia do Exercício.

 

Fonte: Saúde Business

]]>
Casa de Saúde Saint Roman realiza mais de 70 mil atendimentos http://www.maestrosaude.com.br/noticias/casa-de-saude-saint-roman-realiza-mais-de-70-mil-atendimentos/ Wed, 28 Jun 2017 08:00:08 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3371 A Casa de Saúde Saint Roman, referência nos tratamentos da saúde mental e dependência química no Rio de Janeiro, completa 48 anos no dia 19 de junho. O seu objetivo é a recuperação da qualidade de vida dos pacientes, através de um trabalho com equipe multidisciplinar, ajudando-o na reintegração e convívio social.

Neste período já realizou mais de 40 mil internações e atendeu mais de 70 mil pessoas, entre pacientes e familiares.

A Clínica foi fundada pelo psiquiatra Licínio Ratto que, na época, resolveu inovar e promover uma clínica dinâmica e participativa, com equipe multidisciplinar. O trabalho de equipe da Saint Roman passa por uma integração entre médicos, psicólogos, enfermeiros e administradores da clínica. “Nossa filosofia é colocar o paciente sempre em primeiro lugar e nossa missão é atender aos pacientes sem qualquer distinção, buscando seu retorno à família e sociedade, promovendo a melhoria de sua qualidade de vida”, ressalta Dr. Licínio.

A Saint Roman fica localizada no bairro de Santa Teresa e conta com 90 leitos, serviço de internação, Hospital Dia (Espaço Conviver), consultórios, pronto atendimento, Centro de Intervenção, Tratamento e Reabilitação de Adictos (CITRAD) e um Centro de Estudos.

Fonte: Saúde Business

]]>
5 motivos para o médico ir até você http://www.maestrosaude.com.br/noticias/5-motivos-para-o-medico-ir-ate-voce/ Tue, 27 Jun 2017 09:00:06 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3368 A tecnologia está conferindo um papel importante na saúde: unir acessibilidade para atender uma grande demanda de usuários que necessitam de um atendimento rápido, com eficácia e qualidade. Por causa da falta de tempo ou por não ter mais planos de saúde, mais pessoas aderem aos apps, que oferecem conforto e personalização, remetendo ao conceito do “médico da família”.

Veja cinco dicas que o aplicativo Easy Care Saúde recomenda:

1-      Previne o contato com outros pacientes

 Um atendimento privado evita o contato com outros doentes e bactérias. De acordo com dados Organização Mundial da Saúde (OMS), as infecções hospitalares atingem cerca de 14% dos pacientes internados no Brasil. Por mais que os hospitais sigam normas de segurança, tomar medidas de precaução protege tanto você quanto os demais pacientes.

2-      Mais bem-estar

 Estudos realizados pelo Ministério da Saúde comprovam que o bem-estar, relacionamento contínuo com o mesmo médico e a atenção familiar, são grandes aliados na recuperação do paciente. Isso acontece pelo fato do ambiente familiar trazer mais segurança e estimulação, o que contribui na recuperação do doente.

 3-      Sem filas de espera no PS

 Segundo o Conselho Federal de Medicina, a superlotação nas emergências dos hospitais do SUS no Brasil é o principal motivo que causa o atraso no diagnóstico e tratamento de pacientes na rede pública.

Por meio do sistema de geolocalização, o aplicativo da Easy Care Saúde, localiza o profissional mais próximo que melhor se enquadra à patologia do paciente. Em 10 minutos, em média, o médico estará no local em que o paciente determinou (casa, escritório, hotel) para examiná-lo e fazer as prescrições necessárias. Se o profissional perceber que o caso é mais grave, ele mesmo já indica a remoção para um hospital.

4-      Tecnologia a seu favor

 Hoje no Brasil há quase 260 milhões de aparelhos celulares ativos. Onipresente no dia a dia da população, os aplicativos de saúde trouxeram mais conforto e conveniência através de serviços que disponibilizam assistência médica e equipes acessíveis 24 horas por dia, sete dias por semana, com rapidez e praticidade, onde quer que o paciente esteja. Além disso, proporciona o acompanhamento remoto desde o agendamento de consultas e exames até o controle total da operação: resultados de diagnósticos, armazenamento de dados, controle e rastreabilidade do atendimento, relatórios gerenciais com os registros da operação, tudo para trazer mais segurança e acessibilidade ao usuário. Ou seja, é assistência médica na palma da mão.

 5-      Atendimento humanizado

Um estudo realizado pela ANS (Agência Nacional de Saúde), mostra que uma das principais queixas na rede pública é referente à rapidez com que os médicos realizam o atendimento. Muitas vezes não é questionado ao paciente o seu histórico clínico e hábitos ou sintomas. Em alguns casos, a consulta termina sem nenhuma recomendação médica.

Ciente dessa falta de suporte, startups trabalham contra essa realidade, apostando em profissionais atenciosos, criando um atendimento personalizado.  “O médico é quem irá ao encontro do paciente para examiná-lo, prescrever os medicamentos necessários ou aconselhar a remoção para um hospital, se for um caso mais grave”, exemplifica Tatiana Giatti, diretora de Marketing da Easy Care Saúde.

Tecnologia e gestão qualificada são o que fazem o mercado de home care ser a aposta para um novo modelo de saúde.

Fonte: Saúde Business

]]>
Instituto Oncoclínicas lança plataforma digital http://www.maestrosaude.com.br/noticias/instituto-oncoclinicas-lanca-plataforma-digital/ Tue, 27 Jun 2017 08:00:17 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3365 O Instituto Oncoclínicas de Ensino, Pesquisa e Educação Médica Continuada (IOEPEMC) acaba de lançar o canal na internet com acesso gratuito para profissionais de saúde. Criada em 2015, a organização é parte de uma iniciativa liderada por oncologistas que compõem o corpo clínico do Grupo Oncoclínicas em todo o Brasil, com a missão de gerar, disseminar e integrar o conhecimento para o tratamento do câncer. A partir de iniciativas como simpósios e grupos de discussão de casos, o Instituto Oncoclínicas promove o fomento ao ensino continuado, pesquisa e formação profissional especializada.

A proposta do novo site – lançado durante a ASCO 2017 Annual Meeting, encontro anual promovido pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica – é ser um espaço totalmente colaborativo, aberto para que profissionais de saúde contribuam para o desenvolvimento de um ecossistema para troca contínua de conhecimento, contemplando conteúdos diversos, que contribuem para a disseminação de informações de qualidade, seja por meio de artigos, estudos, pesquisas ou discussões. “Este é um passo adiante na transmissão do conhecimento e da informação entre os profissionais envolvidos no tratamento oncológico. E uma conquista importante para todos nós que nos dedicamos e trabalhamos no combate ao câncer”, comenta o Dr. Raphael Brandão, Coordenador Científico do Grupo Oncoclínicas.

Entre os principais atrativos da plataforma digital está o PACTO – Padrão Assistencial de Conduta no Tratamento Oncológico, que engloba o que existe de mais atual no mundo em práticas e condutas nos segmentos de Oncologia Clínica, Radio-Oncologia e Farmaco-Oncologia. Pautado por estudos científicos, informações práticas e normas de órgãos regulatórios, o PACTO funciona como uma verdadeira biblioteca virtual, que uniformiza e integra dados para consulta de especialistas, facilitando as tomadas de decisões terapêuticas.

Há ainda a área Academia Instituto Oncoclínicas, programa completo de ensino a distância (EAD), que, inicialmente, terá mais de 120 aulas disponíveis, entre as quais as especialidades câncer de mama, oncologia torácica, tumores do trato gastrointestinal, tumores do trato geniturinário, melanoma e sarcoma, cabeça e pescoço, neuro-oncologia, onco-hematologia, oncogenética e cuidados paliativos. Os interessados poderão ainda acompanhar os chamados Tumor Boards – série de debates por videoconferência comandada por oncologistas do Grupo Oncoclínicas e do Dana-Farber Cancer Institute / Harvard Cancer Center para troca de informação sobre casos clínicos de alta complexidade. Além disso, a página online realizará transmissões ao vivo de eventos de grande relevância no cenário mundial da oncologia.

“A partir dessas diferentes iniciativas disponibilizadas no meio digital, o Instituto Oncoclínicas passa a oferecer acesso ao que há de mais avançado para o tratamento do câncer, com a garantia de uma curadoria editorial feita por médicos para médicos”, explica o Dr. Raphael.

FONTE: Saúde Business

]]>
A revolução do hospital digital http://www.maestrosaude.com.br/noticias/a-revolucao-do-hospital-digital/ Mon, 26 Jun 2017 13:40:26 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3361 Em entrevista ao Saúde Business, o diretor geral da MV, Luciano Regus, enumera as vantagens do hospital digital e sinaliza que a tecnologia será cada vez mais aliada da prática médica, evitando eventos adversos e promovendo a medicina baseada em evidências.

  1. Por que um hospital deveria se tornar digital?

Luciano Regus: Porque o hospital digital vai na direção de criar um ambiente mais controlado pela TI, para aumentar a segurança do paciente. Aspectos importantes do atendimento passam a ter um uso mais intensivo da tecnologia, visando eventos adversos e situações de risco, como dosagens, horários e medicamentos errados. Nos Estados unidos, a HIMSS (Healthcare Information Management Systems Society – Sociedade de Sistemas de Informação e Gestão em Saúde) criou uma certificação internacional para isso, a EMRAM (Electronical Medical Record Adoption Model – Modelo de Adoção do Registro Médico Eletrônico). É também uma estratégia complementar às acreditações, com grande ênfase em automação e foco em aumento da produtividade.

  1. Como sair de um hospital analógico para um digital?

O primeiro passo envolve criar, dentro do hospital, uma cultura de integração dos serviços, para que a instituição percorra o caminho de ampliar o controle de medicamentos ministrados ao paciente, do pedido à avaliação farmacêutica, para chegar na beira do leito e ter a dispensação controlada por dispositivo móvel. Depois, vem a adoção de protocolos de apoio à decisão médica. Geralmente, o médico prescreve, mas o sistema dá poucos alertas para riscos de eventos adversos. Essa camada nova vai sugerir determinadas condutas, com medicina baseada em evidências.

A migração de um hospital analógico para digital começa com uma unidade hospitalar, como a UTI, por exemplo, e gradualmente alcança o hospital inteiro. A instituição, aos poucos, cria processos e supera desafios culturais, como um de séculos, que é trabalhar com papel. Já houve uma evolução para o computador, mas agora é preciso aprender a não imprimir mais e buscar tudo em meio eletrônico. Dessa forma, é possível usar melhor a estrutura e aumentar a produtividade.

  1. Como esse investimento se paga?

Os retornos se dão em diversas áreas, com enfoque especial na qualidade. Na área de medicamentos, a digitalização gera uma economia importante na farmácia, porque se evitam tratamentos dispendiosos e, por vezes, desnecessários. O paciente também tem uma experiência melhor e se sente mais seguro, porque tudo é checado por códigos de barras. Já para o médico, o benefício está nos alertas que evitem que ele erre, que sugiram protocolos e apoiem sua decisão. Esses controles em todas as áreas resultam ainda em aumento do faturamento, porque mais itens são gerados e a conta é fechada mais rapidamente. Além disso, os ganhos do hospital digital se refletem no tempo de internação e capacidade de monitorar eventos que antecipem situações de risco para o paciente. Assim, evita-se o custo do erro.

  1. Quais são as principais tendências quando se fala em hospital digital?

O próprio hospital digital já é uma nova tendência e deve ser expandir, assim como impulsionar várias tecnologias embarcadas nele, como a interface entre sistemas e equipamentos médicos, eliminação do papel, integração das imagens médicas com o Prontuário Eletrônico do Paciente, avaliação e dupla checagem farmacêutica e a verificação dos 5 Certos na beira do leito (data, hora, paciente, via e dose). Aliar segurança e produtividade é muito estratégico, por isso esse assunto vai ser pauta nos hospitais.

]]>
Como a telemedicina está transformando os cuidados em saúde [Infográfico] http://www.maestrosaude.com.br/noticias/como-a-telemedicina-esta-transformando-os-cuidados-em-saude-infografico/ Mon, 26 Jun 2017 13:36:21 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3357 Vivemos um período marcado por conexões de internet mais rápidas, smartphones onipresentes. O momento contribui para que o setor volte a sua atenção para as comunicações eletrônicas para a execução de seus trabalhos, aumentando a prestação de cuidados de saúde.

Os médicos estão se comunicando com os seus pacientes através de e-mail, webcam, telefone. Assim como, também estão se comunicando uns com os outros eletronicamente, por inúmeras razões, tais como para ouvir novos posicionamentos acerca de decisões sobre diferentes patologias e diagnósticos.

Podemos compreender que a telemedicina permite que os profissionais de saúde, avaliem, concedam diagnósticos e tratem pacientes à distância utilizando a tecnologia de telecomunicações.

No infográfico abaixo, podemos notar que o futuro da telemedicina dependerá de como os órgãos reguladores, provedores, fontes pagadores e pacientes se mostrarem receptivos para enfrentarem os desafios da sua adoção.

Como os pacientes se sentem com o uso da Telemedicina:

  • 51,8% dizem que opções de programação mais convenientes ou custo mais baixo iria torná-los mais propensos a usar um serviço de medicina;

  • 63,5% dos pacientes afirmam que seria confortável realizar uma consulta virtual em casa;

  • 65% dizem que seria provável realizar uma consulta virtual se eles já tivessem visto o médico pessoalmente

A telemedicina tem como finalidade melhorar a qualidade dos cuidados e fornecer maior acesso, entretanto alguns críticos ainda questionam se a qualidade dos cuidados acompanha a sua rápida expansão.

FONTE: Saúde Business

]]>
Ateliê Oral apresenta tendências para odontologia (Soluções Ateliê Oral) http://www.maestrosaude.com.br/noticias/atelie-oral-apresenta-tendencias-para-odontologia-solucoes-atelie-oral/ Mon, 26 Jun 2017 13:27:19 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3354 Estamos vivendo um momento crucial na odontologia. Com o auxílio de avançadas ferramentas tecnológicas, esta área da saúde não possui mais distâncias geográficas, sendo possível escanear a boca de um paciente e enviar o arquivo digital para qualquer país do mundo na mesma hora. Assim como também não há mais limites para a criação, o design perfeito ao alcance de qualquer profissional da área e para o acesso aos tratamentos por um número cada vez maior de pacientes.

Com o objetivo de oferecer mais do que o aprimoramento de técnicas cirúrgicas e de procedimentos, o International Meeting, principal encontro de atualização clinico laboratorial da America Latina, pretende ajudar os proprietários de clínicas, consultórios e profissionais autônomos a darem um salto na carreira e alavancarem a atuação profissional. O evento acontecerá nos dias 22 a 24 de junho no Anhembi, em São Paulo.

A programação reúne, em seu primeiro dia, expoentes de diferentes áreas relacionadas à gestão corporativa e comportamento. Nomes como o historiador Leandro Karnal, o especialista em inteligência financeira Gustavo Cerbasi, o ex-capitão do Bope Paulo Storani e o economista Ricardo Amorim, além do presidente da Sociedade Brasileira de Coaching, Villela da Matta, já estão confirmados. A palestra de abertura ficará a cargo de Celso Orth, cirurgião-dentista e gestor de carreiras de sucesso.

Atualização clínica de vanguarda

O encontro reserva ainda sessões de imersão sobre temas clínico-laboratoriais e procedimentos avançados de Reabilitação Oral, que serão conduzidas por convidados renomados, como o norte-americano Touradj Ameli, o italiano Leonardo Bacherini e os brasileiros Oswaldo Scopin, Dario Adolfi, Ronaldo Hirata e Christian Coachman.

Por sua vez, a equipe do Ateliê Oral coordenará cinco apresentações integradas sobre suas práticas clínicas e filosofia de trabalho, mostrando em detalhes como trabalha no diagnóstico e no tratamento de casos de reabilitação estética, transitando do simples à alta complexidade.  Vão mostrar também como utilizar a odontologia artesanal e digital para tornar os tratamentos mais rápidos, dinâmicos, pouco invasivos e com alto grau de previsibilidade nos resultados.

Gestão, o caminho para o sucesso profissional

Trabalhar com afinco e estar sempre atualizado sobre os mais recentes procedimentos e tratamentos nem sempre garantem tranquilidade aos dentistas.

Muitas vezes, a falta de organização da parte contábil e financeira, bem como um gerenciamento mais eficiente do fluxo de pacientes, faz o dentista patinar na hora de fechar as contas. E o que falta para a carreira deslanchar ou a clínica proporcionar o retorno financeiro desejado?

Com base na atuação sólida de 25 anos do Ateliê Oral, o encontro traz uma programação abrangente para mostrar aos dentistas que o atendimento multidisciplinar e uma gestão correta são fundamentais na consolidação de uma trajetória profissional de sucesso. “Acreditamos que podemos compartilhar com outros dentistas a nossa experiência, o que deu certo com a gente, e com isso abreviar o caminho de outros colegas que também querem atingir o sucesso profissional”, revela Kyrillos.

Com o tema “O impacto das consultas iniciais na efetivação do tratamento”, Celso Orth falará sobre a chave do sucesso, e a importância de uma boa gestão para alavancar os negócios.

“Fatores comportamentais que travam o desenvolvimento humano” será o foco principal da abordagem de Leandro Karnal. O historiador dará valiosas dicas sobre como identificar os comportamentos individuais e coletivos que se constituem em obstáculos ao crescimento.

Gustavo Cerbasi dará andamento ao encontro com o tema “Escolhas inteligentes para sua vida e seus negócios”. Nesta apresentação, Cerbasi abordará uma linha lógica de raciocínio que combina ferramentas financeiras e psicologia econômica, visando formar um novo mindset sobre as escolhas financeiras e suas consequências. Motivar e formar uma equipe comprometida. Esta será a tônica da apresentação de Paulo Storani, intitulada “Construindo uma tropa de elite”.

Ricardo Amorim falará sobre a crise que a economia brasileira atravessa, em uma sessão que terá como abordagem principal “Como prosperar na crise? Inovação e oportunidades para médios e grandes prestadores de serviços em saúde”.

Já Villela da Matta apresentará o tema “A ciência e a arte em conduzir um negócio na área da Odontologia”. O especialista em business coaching falará sobre liderança e mostrará aos dentistas o que devem fazer para organizar e gerir melhor suas clínicas e consultórios.

FONTE: Saúde Business

 

]]>
Nova regulamentação autoriza farmácias a aplicar vacinas http://www.maestrosaude.com.br/noticias/nova-regulamentacao-autoriza-farmacias-a-aplicar-vacinas/ Mon, 26 Jun 2017 13:21:37 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3350 As farmácias estão entrando em um novo mercado que é no momento atual dominado pelas clínicas de imunização. Uma nova resolução acerca dos requisitos mínimos para serviços de vacinação está em fase de análise pela Agência Nacional de Vigilância (Anvisa), e sendo aprovada, autorizará que farmácias apliquem vacinas.

Atualmente somente as clínicas podem fornecer o serviço fora do SUS. A lei que autoriza as farmácias a aplicar vacinas existe desde 2014, mas só agora 3 anos depois que ela está passando por um processo de regulamentação na Anvisa.

Em maio, a proposta clínica passou por uma consulta pública, e no momento está na última etapa do processo de regulamentação antes do desfecho da decisão.

O setor farmacêutico tem como expectativa a redução de 50% no preço, entretanto os laboratórios particulares que hoje prestam esses serviços afirmam que antes as farmácias terão que disponibilizar a mesma estrutura exigida das clínicas.

De acordo com a Anvisa as farmácias e drogarias deverão passar por algumas adaptações, caso queiram oferecer o serviço futuramente, tais como:

Oferecer meios eficazes para o armazenamento das vacinas, garantindo sua conservação, eficácia e segurança, mesmo diante de falha no fornecimento de energia elétrica;
Responsável técnico (RT): profissional de nível superior habilitado;
Sala de imunização com toda a estrutura (lavatório, bancada), entre outras coisas.
Entidades que representam os farmacêuticos consideram que a nova regra vai agregar mais qualidade e principalmente ofertar mais opções para a população, além de enfatizar que a medida ampliará o acesso da população às vacinas. Em contrapartida, as entidades médicas não são contra a entrada das farmácias neste novo mercado desde que estes estabelecimentos adotem e cumpram as mesmas exigências das clínicas.

Segundo a Anvisa a aplicação de vacinas estava prevista desde 2014, através da Lei 13.021/2014, que dispõe sobre os exercícios das atividades farmacêuticas. Todavia, até então, a atividade não era colocada em prática pela ausência de um regulamento que tratasse do tema.

 

Fonte: Saúde Business

]]>
Doação de sangue 2017 | Campanha de doação de sangue envolve celebridades http://www.maestrosaude.com.br/noticias/doacao-de-sangue-2017-campanha-de-doacao-de-sangue-envolve-celebridades/ Fri, 23 Jun 2017 15:45:12 +0000 http://www.maestrosaude.com.br/?p=3335

Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. A Campanha tem como objetivo reafirmar a importância do ato e incentivar novos voluntários

Reforçar a importância da doação, sensibilizar novos voluntários e fidelizar doadores existentes são os objetivos da Campanha Nacional de Doação de Sangue de 2017. Com o Slogan “Doe Sangue regularmente e ajude a quem precisa”, a campanha foi lançada nesta quarta-feira (14), Dia Mundial do Doador de Sangue. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou da solenidade realizada no Hemocentro de Brasília (FHB).

“Uma das prioridades do Ministério da Saúde é manter os estoques de sangue abastecidos. Uma doação pode beneficiar até quatro pessoas”, destacou o ministro, nesta quarta-feira, durante sua participação no evento. “Faremos uma ampla campanha para estimular a doação de sangue. O objetivo é mobilizar a sociedade e ampliar o número de doadores no Brasil”, acrescentou Ricardo Barros.

No Brasil, cerca de 3,5 milhões de pessoas realizam transfusão de sangue. Ao todo, existem no país 27 hemocentros coordenadores e 500 serviços de coleta. Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da população – o Ministério da Saúde tem trabalhado para aumentar a taxa.

“O sangue é insubstituível. Ainda não existe nenhum tipo de medicamento que possa substituir o sangue. E quem precisa, só consegue graças à generosidade de quem doa. O importante é doar regularmente, pois com o frio e a seca, a tendência é diminuir os estoques”, explicou o coordenador da área de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormittag.

A expectativa para este ano é reforçar a importância dessa atitude. Para isso, a campanha, que começa a ser veiculada a partir desta quarta-feira (14), contará com jingle, vídeo e peças para redes sociais, além da distribuição de material gráfico nos estabelecimentos de saúde de todo país.

“A campanha publicitária é de grande relevância, pois é preciso lembrar que sempre há uma vida para salvar. Nestes 27 anos que frequento o hemocentro tenho sido recebido com sorriso. O acolhimento é muito gratificante para quem doa um minutinho do seu tempo para salvar alguém”, disse o doador brasiliense Hélio Fonseca, que acumula mais de cem doações no hemocentro.

Fonte: Ministério da Saúde – Apresentação da Campanha

 

Neste dia, a rivalidade foi deixada
de lado. Todos os jogadores
desses clubes de futebol entraram
campo usando o adesivo. Pode ter
passado despercebido para
muitos, mas a atitude fez diferença
na vida de várias pessoas que
esperam por uma doação de
sangue.

Fonte: Ministério da Saúde – Apresentação da Campanha

Cantores e Apresentadores de TV também aderiram a campanha

Gabriela Pugliesi doa sangue | Instagram: @gabrielapugliese

Marcos doa sague | Instagram: @MarcosRafael Cadengue doa sangue | Instagram: @Rafa_cadengueSimaria doa sangue | Instagram: @SimariaSimone doa sangue | Instagram: @Simoneses

BAIXA NOS ESTOQUES – No mês de junho, o Ministério da Saúde vem identificando uma modificação da rotina dos doadores de sangue, em decorrência das proximidades com as férias escolares, dos feriados de São João e mudança de estação. Tudo isso tem ocasionado uma baixa nos estoques de sangue no Brasil. A campanha visa uma mudança desse cenário, incentivado e fortalecendo a doação de sangue no país.

O perfil dos doadores de sangue se mantém estável ao longo dos últimos anos. Do total de doadores, 60% são do sexo masculino e 40% do sexo feminino. O maior percentual está na faixa etária a partir dos 29 anos, com 58% do total dos doadores, enquanto as pessoas de 16 a 29 anos representam 42%.

CONDIÇÕES PARA DOAR – No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco com o doador. É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como a Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que, frequentemente, necessitam de transfusão.

REFERÊNCIA – O Brasil é referência em doação de sangue na América Latina, Caribe e África. Desde 2009, a experiência brasileira é utilizada em cooperações técnicas com mais de 10 países para o fortalecimento e desenvolvimento da promoção da doação voluntária de sangue, qualificação da atenção integral à pessoa com Doença Falciforme e aperfeiçoamento da produção de hemocomponentes. Honduras, El Salvador e República Dominicana são exemplos de parceiros em projetos para o fortalecimento da doação voluntária de sangue.

Em 2016, o Ministério da Saúde, investiu mais de R$ 1 bilhão na rede de sangue e hemoderivados (hemorrede). Os recursos foram destinados ao fortalecimento da rede nacional do SUS para a modernização das unidades, qualificação dos profissionais e processos de produção da Hemorrede, além do fornecimento de medicamentos de alto custo a pacientes. Os investimentos incluem ainda a qualificação dos programas de atenção integral à pessoa com Doença Falciforme e aperfeiçoamento da produção de hemocomponentes.

]]>