Câncer de Pele | Cirurgia de Câncer de Pele

Câncer de Pele | Cirurgia de Câncer de Pele

Os casos de câncer de pele aumentaram muito nos últimos anos em várias partes do mundo, principalmente devido ao fato da exposição ao sol. O fato da ausência progressiva da camada de ozônio pela poluição deixa o ambiente desprotegido, pois a camada funcionava como filtro da irradiação ultravioleta.

Há 03 tipos principais de câncer de pele:

1. Carcinoma Basocelular: Em nossa pele há uma camada que se chama epiderme, que contem outra camadachamada basal. É nessa camada que ocorre esse tipo de câncer, que é menos agressivo e mais comum. Inicia-se como uma pequena pápula ou através de uma pequena ferida, que cresce gradualmente e não cicatriza.

2. Carcinoma Epidermóide ou espinocelular: Esse tipo de câncer afeta cerca de 25% dos casos e surge na camada espinhosa, crescendo de maneira rápida e formando muitas vezes uma ferida.

3. Melanoma: É o caso mais grave, pois se trata de um câncer maligno. Originário dos melanocitos (célula que contém melanina) ele pode avançar para outros órgãos do corpo. É possível realizar um tratamento eficaz quando identificado nos primeiros graus da doença.

Consigo fazer uma auto-análise para saber se estou com algum problema na pele?
Sim. Examine seu corpo em frente ao espelho e verifique se há algum tipo de mancha, sinais ou feridas. Desconfie se houver coceira, sangramento ou ardor. É importante ficar sempre atento e cuidar-se em todas as situações que apresentem fatores de riscos.

Uma avaliação completa realizada pelo dermatologista, que consiste na analise do histórico familiar, as doenças anteriores, os hábitos (alimentação e vícios), o estilo de vida de cada pessoa, exame físico e dermatoscopia dos sinais da pele.

Dependendo do resultado, o paciente pode ser classificado em um grupo de risco. Esse procedimento pode ajudar muito o tratamento, pois identifica o tumor logo no início da doença.

Quais são as características de uma pessoa pertencente ao grupo de risco?
Existem alguns indicadores que são assertivos em relação ao perfil de algumas pessoas. O câncer de pele afeta com mais freqüência pessoas que tem a pele clara, e que normalmente fica muito vermelha quando exposta ao sol, o histórico de tumores de pele pessoais e familiares. Índice de exposição à UVA, presença de múltiplos nevus melanociticos chamadas pintas, entre outros fatores.

Como me proteger?
Existem métodos fáceis e rápidos para cuidar da pele. Veja:
– Evitar a exposição ao sol no período das 10:00 às 16:00h;
– Utilizar filtro solar com fator mínimo de proteção de 15 ou superior (15fps);
– Utilizar chapéu ou boné, para evitar o contato direto dos raios solares no rosto;
– No calor excessivo, procurar lugares com sombra;
Obs: Para pessoas brancas o cuidado deve ser ainda maior.

Qual o tipo tratamento para o Câncer de Pele?
Da mesma forma que há diversos tipos de câncer, também são diferentes os tipos de tratamento.
Para curar a pele e remover as células cancerígenas podem ser feitos os seguintes tratamentos:
Cirurgia: A cirurgia para remoção completa da lesão ou diagnóstica através da biópsia.
Criocirurgia: É feito através de uma aplicação de nitrogênio líquido.
Eletrocirurgia: É a remoção do tumor através de uma corrente elétrica com alta freqüência.
Radioterapia: É um método utilizado para pacientes que tem outras áreas afetadas como: pálpebra, nariz e orelhas.
Quimioterapia: Aplicada diretamente no local da lesão pela corrente sanguínea.
Terapia fotodinâmica: Consiste na aplicação de uma substancia fotossensibilizante da lesão tumoral, seguida de aplicação de laser.

  • Veja também


Author: Redação

Share This Post On

Agência de Marketing especialista na área da saúde.
www.convertmkt.com.br